Blog do Rick

Menu

COMPRAR PRESERVATIVOS 17 dúvidas respondidas sobre métodos contraceptivos e gravidez na adolescência

Nesta sexta, 26 de setembro, acontece o Dia Mundial da Prevenção da Gravidez Não Planejada

Você sabia que, em todo o mundo, 7,3 milhões de adolescentes se tornam mãe a cada ano? Desse total, 2 milhões têm menos de 15 anos. Para ajudar a diminuir essas estatísticas, conversamos com a Susana Denicol, enfermeira obstetra e educadora sexual da Bayer. Ela nos ajudou a esclarecer as 17 dúvidas que recebemos com mais frequência de nossas leitoras.

gravidez-adolescencia-juno55323

1. Teste de farmácia funciona?
Nem sempre. O teste só dá positivo quando o óvulo já se instalou na parede uterina. Ou seja, quando ele já foi fecundado. Muitas vezes, a menina quer fazer o teste logo após a transa, pois não se protegeu corretamente e ficou insegura. Isso é errado, pois o mesmo hormônio que o teste usa para detectar a gravidez é liberado na hora do sexo. Ou seja, o diagnóstico pode ser equivocado.
2. É mais garantido fazer mais de um teste de gravidez de uma vez?
Isso não tem nada a ver, principalmente se os testes forem feitos um em seguida do outro. A quantidade de testes feitos não garante maior precisão no resultado.
3. Como ter certeza que estou grávida?
O primeiro sintoma que o corpo dá é a mesntruação atrasada. O exame de sangue e de urina, feitos em laboratório, são os métodos mais eficazes para você se certificar da gravidez. Lembre-se: as garotas menores de idade podem fazer os exames sozinhas.
4. Como saber se é gravidez ou apenas menstruação desregulada?
Cada mulher tem um ciclo menstrual e consegue sentir qual é o limite de tolerância para o atraso da menstruação. O problema é que as meninas que acabaram de menstruar acabam tento um ciclo mais desregulado, o que é normal. Ele demora cerca de 2 a 3 anos para se estabilizar e, nesse caso, pode haver certa confusão. Se após 20 ou 30 dias do seu limite de atraso, a menstruação  continuar ausente… Desconfie e procure ajuda médica.
5. Não há risco de eu engravidar se transar menstruada?
Mentira. A probabilidade é menor, pois a menstruação sinaliza que você chegou ao final do ciclo, que começa 14 dias antes, quando você começa a ovular. A questão é que, na adolescência, muitas vezes, terminamos um ciclo menstrual com outro óvulo já formado e preparadinho para a fecundação. Nesse caso, há chances de gravidez, sim.
6. Qual é o método contraceptivo mais eficaz?
A pílula anticoncepcional. Mas se usada corretamente, é claro. Muita gente coloca a culpa da gravidez não desejado na pílula, alegando que ela falhou, quando, na verdade, foi a pessoa que falhou ao usá-la incorretamente.
7. Existe só um tipo de pílula anticoncepcional?
Não. O tipo mais comum é o que você toma 21 compridos e descontinua o uso por uma semana ao final da cartela. Mas também existe algumas cartelas com 24 compridos, com pausa de 4 dias, e outras com 28 comprimidos, em que não há pausa e você emenda uma cartela na outra. A eficácia é a mesma. Lembre-se: a automedicação não é indicada. Consulte sempre um ginecologista.
gravidez-adolescencia-juno-255327
8. Emendar uma cartela de pílula na outra aumenta sua eficácia?
Muito pelo contrário! Se a pílula não for a de 28 dias, você estará se medicando erroneamente. O índice de falha da pílula, se usada corretamente, é de 0,3%. Mas, se o uso for incorreto, o índice sobe para até 8%.
9. Preciso testar a pílula antes de comçera a ter relações sexuais?
Não. Muita gente acredita que a pílula só começa a fazer efeito depois de terminada a primeira cartela. Mito. Se o método for usado corretamente desde o início, ou seja, se você tomar o primeiro comprimido no 1º dia da menstruação, a proteção contra a gravidez é imediata.
10. O adesivo é eficaz?
Sim, ele é tão eficaz quanto a pílula anticoncepcional. As duas diferenças são o modo de absorção pelo organismo e o cuidado que você deve ter com a utilização do método. O adesivo precisa de um cuidado maior, pois o hormônio está na própria cola. Ou seja, se ele desgrudar ou não for colado corretamente, a eficácia diminui.
11. Posso ficar infértil se tomar a pílula do dia seguinte muitas vezes?
Não. O problema não é a infertilidade, em si, mas a não eficácia do produto se ele for utilizado muitas vezes seguidas. Principalmente, em um curto espaço de tempo. A pílula do dia seguinte é um método contraceptivo de emergência, que só deve ser usado no caso do método regular falhar. Por exemplo: se a camisinha estourar, se você se esquecer de tomar a pílula anticoncepcional…
12. Adolescentes podem usar DIU?
Não há nenhuma restrição. O Dispositivo Intrauterino é colocado por um médico dentro do útero da mulher. A proteção que ele oferece é de até 5 anos. Entretanto, não são todas as meninas que podem usar. Por isso, o melhor é que você consulte um ginecologista antes de iniciar o uso deste e de qualquer outro método contraceptivo.
gravidez-adolescencia-juno-355329
13. Na hora H, ele pode tirar o pênis e ejacula fora, né?
Que garantia você tem disso? Você não pode (e não deve!) deixar toda a responsabilidade na mão do garoto. O preservativo, além de evitar uma gravidez indesejada, também previne contra as DSTs, como AIDS, gonorreia, sífilis, herpes genital… Além de tudo, o garoto pode não aguentar (não é maldade; a ejaculação é quase involuntária) e acabar ejaculando próximo da entrada vagina. Qualquer gotinha de esperma pode ser fatal.
14. Ele é meu namorado. Estou segura?
Não. Use camisinha sempre, mesmo se o seu parceiro for seu namorado.  A gravidez é o menor problema que você pode ter. Mesmo que o garoto pule fora depois. Confie apenas em você mesma.
15. E se ele não tiver camisinha?
O sexo casual é um dos maiores causadores de gravidez indesejadas na adolescência. Isso ocorre porque, no calor do momento, o casal acaba transando sem camisinha, item indispensável em qualquer relação sexual. Se o menino não tiver o preservativo em mãos, pense duas vezes. Para evitar constrangimentos, ande sempre com uma camisinha na bolsa. Não é vergonha nenhuma a garota tomar a atitude e dizer: “tudo bem. Você não tem preservativo, mas eu tenho”. Hoje, você encontra camisinha feminina com muita facilidade. É uma grande conquista para as mulheres!
16. Descobri que estou grávida. O que eu faço?
O primeiro passo é comunicar os pais. Apesar do medo que você possa estar sentindo, eles são as melhores pessoas para te ajudar nesse momento. Depois, procure um ginecologista. Esconder a gravidez por insegurança, e não fazer acompanhamento médico necessário, pode trazer riscos graves a sua saúde e à saúde do bebê.
17. Gravidez indesejada é sempre acidente?
Não. A falta de informação é o principal obstáculo à contracepção. Você pode achar que isso é desculpa, mas não. Muita gente não tem conhecimento sobre métodos contraceptivos. No Brasil, os índices de natalidade vêm diminuindo cada vez mais, principalmente nas regiões Sul e Sudeste, consideradas as mais desenvolvidas. Na região Nordeste, por outro lado, esse índice ainda é bastante alto.
Compre seus preservativos sem ter que sair de casa: COMPRAR

Postagens Relacionadas

Categorias:   Cosméticos, Curiosidades, Saúde, Sexo

Deixe sua opinião

Seja o primeiro a comentar!